O passaporte europeu é o sonho dourado de muitos brasileiros. Afinal, quem não gostaria de viver em um dos melhores lugares do mundo, não é mesmo?

Você também já deve ter pensado nisso. E deixar tudo para trás e seguir rumo a um novo recomeço realmente é muito tentador.

Somente o acesso à segurança, à educação de qualidade e a um sistema de saúde eficiente, já vale o desafio. Agora, se quer apenas viajar e cruzar fronteiras sem se preocupar, esse também é um bom caminho.

Portanto, se você é descendente de imigrantes do Velho Continente, saiba que existe uma grande chance em suas mãos. Mas é preciso tirar esse sonho do papel e fazer com que ele aconteça. Quer saber como? Continue a leitura deste post e descubra a maneira de conseguir o seu passaporte europeu de forma simples e descomplicada.

Você vai ver que não é nenhum “bicho de sete cabeças” como parece.

Boa leitura!

O que é o passaporte europeu

De cor vermelha, o passaporte europeu é um documento emitido pelos países da União Europeia. Com ele, um cidadão está livre para cruzar  fronteiras, conforme veremos nos próximos parágrafos.

Se você já possui a dupla cidadania fica ainda mais fácil. Mas caso não tenha, basta verificar se possui descendência europeia.

Como o Brasil recebeu muitos estrangeiros durante os séculos XVII e XVIII, brasileiros tem grandes probabilidades. Portanto, uma investigação na sua árvore genealógica pode ser interessante.

Outro dado importante é que cada país do continente europeu tem regras específicas de parentesco. Mas, em geral, pode ser reconhecido através de pai, avô ou bisavô. Mesmo os que já tiverem falecido.

Saiba mais:

Quais as facilidades de ter um

As vantagens do passaporte europeu são inúmeras. Então vamos conhecê-las mais a fundo? Veja, a seguir, os benefícios dos viajantes frequentes e para quem pretende se mudar, trabalhar ou estudar na Europa.

Viagens muito mais tranquilas

O passaporte europeu é um dos mais poderosos do mundo. Ao conseguir o seu, você não precisará mais se preocupar com a emissão de vistos à Austrália, Canadá, Emirados Árabes, EUA, Japão e Nova Zelândia.

“Adeus” fila da alfândega

E com certeza você não sentirá saudades disso, não é mesmo? Isso porque, no Brasil e nos países europeus, basta passar pela imigração quando desembarcar. Sem a necessidade de apresentar outros documentos.

Proteção diplomática

Quem tem um passaporte europeu é um cidadão europeu. Sendo assim, além dos mesmos direitos de alguém nascido nesse continente, você também terá proteção diplomática.

Estudar, morar e trabalhar na UE

Portar um passaporte europeu lhe garante viver em qualquer país da União Europeia. Ou seja, você poderá viajar livremente pela UE e usufruir de muitos  benefícios, como sistema público de saúde e educação de qualidade. Algo que os brasileiros buscam cada vez mais.

Ajudar os seus familiares

Ao conseguir a dupla cidadania, o caminho dos seus filhos ou familiares que buscarem fazer o mesmo será muito fácil de percorrer. O que pode ser bem importante ao futuro deles.

Melhores oportunidades em instituições de ensino

O passaporte europeu ainda simplificará o acesso às instituições de ensino europeias. Isso quer dizer que você pagará o mesmo valor dos cidadãos europeus, já que para estrangeiros costuma ser bem mais caro.

Mas a pergunta que não quer calar é…

Em quais países o passaporte europeu é aceito?
Em todos aqueles membros da União Europeia. Ao todo são 27 países que compõem o bloco. E isso significa que você poderá viajar e/ou viver em todos eles livremente e de forma totalmente legal.

Incrível, não acha? Sendo assim, veja quais são eles e comece a preparar sua lista de desejos desde já:

Alemanha, Áustria, Bélgica, Bulgária, Chipre, Croácia, Dinamarca, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Estônia, Finlândia, França, Grécia, Holanda, Hungria, Irlanda, Itália, Letônia, Lituânia, Luxemburgo. E ainda: Malta, Polônia, Portugal, República Tcheca, Romênia e Suécia. Sem contar a República da Macedônia e a Turquia que estão em fase de negociação.

Documentos necessários

Para emitir o passaporte vermelho, o primeiro passo deve ser checar suas origens. Essa informação indicará o consulado de qual país fará todo trâmite. E cada local possui determinadas exigências.

Dessa maneira, antes de começar o processo, entre em contato com o consulado e confirme quais são os documentos necessários buscando iniciar o processo.

Em geral, a fim de conseguir o passaporte europeu, é preciso organizar a documentação abaixo. E alguns registros precisam ser apresentados com tradução juramentada. Portanto, atente-se também a essa questão.

Documentos do seu parente europeu:

  • Certidão de batismo ou de nascimento
  • Certidão de óbito (se houver)
  • Certidão negativa de naturalização para confirmar que o seu familiar não se naturalizou brasileiro

Documentos da sua parte:

  • Certidão de nascimento
  • Documento de identidade autenticado e xerocado
  • Certidões de nascimento ou de casamento para atestar o parentesco. Neste caso, se a ascendência vier do seu avô, reúna as certidões dos seus pais para comprová-la.

 

Como e onde solicitar o seu?

Com os documentos coletados é chegada hora de ir até o consulado. Se for solicitar um passaporte europeu italiano, por exemplo, vá até o consulado da Itália. Se for português, consulado de Portugal, e assim por diante.

No caso da documentação estar correta, a etapa seguinte é preencher um formulário de solicitação. Feito isso, será dada a entrada no seu passaporteNo consulado, o trâmite costuma demorar pouco e as filas são menores do que consulado dos Estados Unidos. Mas o importante é que, com toda certeza, valerá muito a pena chegar a esse momento.

Então, viu só? Não é nenhum bicho de sete cabeças? Porém, a melhor notícia é que: há empresas que podem lhe ajudar nesse processo.

Sim, é isso mesmo. Existem consultorias especializadas em auxiliar na conclusão do passaporte europeu. Tudo isso de forma menos burocrática, com orientações com a finalidade de reunir os documentos e agendar as entrevistas.

Logo, não perca mais tempo e vá atrás do seu sonho agora mesmo : )

Sucesso na sua jornada como ‘novo europeu’ e até a próxima publicação!

Dica: Solicite as certidões que precisa para o passaporte aqui.

Passaporte europeu: Veja como é fácil conseguir o seu com essas dicas!
5 (100%) 3 votes

Acadêmico de Direito.
Experiência:  13 anos de atuação em Cartório de Registro Civil em Santa Catarina, sendo que destes, 8 anos foram como Oficial Substituto.

Pin It on Pinterest